A maior mostra de Fado a nível internacional é um tributo ao maior expoente da cultura portuguesa que, em 2011, foi considerado Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

O grande acontecimento cultural no Brasil, a globalização do Fado, iniciou-se no ano de 2013, com uma bem sucedida primeira edição nas cidades do Rio e São Paulo, das quais participaram Mariza, Ana Moura, Antonio Zambujo e o rapper paulistano Criolo. Na segunda edição, o festival se consagrou com a participação de Carminho, Camané, Raquel Tavares e o Projeto Amália Hoje.

A terceira e nova edição vai dar continuidade ao projeto com a presença de novos fadistas que a cada vez surpreendem os brasileiros.